Select Language

ENTENDER OS MISTÉRIOS DA TREPIDAÇÃO NA TRAVAGEM

CAUSA A   -   CAUSA B   -   CAUSA C

A sensação conhecida como "trepidação dos travões" é a vibração sentida através do volante e do sistema de suspensão quando os travões são acionados a determinadas velocidades e pressões. Varia entre uma vibração pouco percetível e uma trepidação violenta através do volante ou dos travões.

                            

Causas e soluções da trepidação dos travões

Causa A: Excentricidade do cubo e/ou do disco

 
 

A trepidação pode ser provocada por um disco mal instalado que fica desalinhado em relação ao cubo ou à pinça. Eis como verificar se se trata de um destes casos de erro de excentricidade:


 

  • Veja se existe ferrugem ou sujidade na superfície do cubo da roda, o que pode provocar um contacto insuficiente e levar à trepidação.
    A SOLUÇÃO: Desmonte o disco e limpe ambas as superfícies para remover ferrugem e outras substâncias nocivas.
  • Veja se existem parafusos de posicionamento excessivamente apertados, o que pode provocar a deformação da superfície de contacto do cubo e levar a vibrações quando os travões são acionados.
    A SOLUÇÃO: Substitua os discos e certifique-se de que o binário de aperto não é demasiado forte.
  • Veja se existe deformação do próprio cubo, visto que é possível o empenamento dos cubos. Aparafusar um disco a um cubo empenado levará à trepidação do travão ao travar.
    A SOLUÇÃO: Assim que tiver instalado os discos, verifique a excentricidade do disco utilizando um relógio comparador. Se a excentricidade estiver fora dos limites, volte a instalar o disco numa posição diferente até que a excentricidade esteja dentro da tolerância. Caso seja impossível, então é necessária a manutenção do cubo.
  • Veja se existem jantes de liga leve mal instaladas. Uma causa comum mais recente para a excentricidade dos discos tem sido a instalação incorreta de jantes de liga leve de tamanho único. Por vezes, os instaladores utilizam espaçadores nos espigões das jantes e estes podem perder-se ou ficar danificados.
    A SOLUÇÃO: Coloque o medidor de excentricidade na parte traseira do disco quando instalar a roda e meça a excentricidade. O medidor apenas irá apresentar a excentricidade após a roda estar encaixada e apertada e poderá ser necessário trocar a roda.  

Causa B: Grave sobreaquecimento e deformação do disco

Quaisquer aumentos significativos da temperatura podem causar a deformação do metal do disco em diferentes áreas. Estes "pontos quentes" provocam um contacto intermitente entre a pastilha e o disco que resulta na trepidação do travão. Eis como verificar se é este o caso:

  • Procure quaisquer sinais de utilização abusiva dos travões, a qual é um motivo habitual para o sobreaquecimento. Os discos são concebidos para arrefecer rapidamente entre acionamentos, mas ao travar numa rápida sucessão (p. ex., durante a condução em montanha), os discos não têm oportunidade de arrefecer. Procure manchas azuis na superfície do disco, as quais são uma boa indicação de sobreaquecimento.
    A SOLUÇÃO: Discos com manchas azuis/mais escuras não conseguem recuperar e devem sempre ser substituídos juntamente com as pastilhas de travão.
  • Veja se existem pastilhas de travão de fraca qualidade, as quais podem sobreaquecer facilmente. O calor excessivo, resultante de pastilhas de travão de fraca qualidade durante travagens intensas, pode fazer com que os discos sobreaqueçam e empenem.
    A SOLUÇÃO: Uma vez mais, procure manchas azuis na superfície do disco. Fale com o condutor acerca dos riscos resultantes de pastilhas de fraca qualidade e substitua sempre as pastilhas e os discos se notar quaisquer zonas com manchas azuis/escuras.

Causa C: Variação da espessura do disco (DTV, em inglês)

A espessura desigual e a deformação do disco de travão são conhecidas como "DTV". Para uma travagem eficaz, o disco de travão precisa de ter uma espessura uniforme por todo ele. Se houver uma superfície de fricção irregular, a pastilha de travão irá perder e recuperar o contacto com o(s) disco(s) à medida que roda. É isso que causa a trepidação dos travões. Eis como verificar se é este o caso:

  • Pergunte ao condutor se os travões foram sujeitos ao acamamento adequado. Seguindo o procedimento de acamamento correto e aplicando apenas uma pressão moderada durante as primeiras travagens, será transferida uma camada uniforme de material de fricção das pastilhas para o disco. "Revestir" as superfícies desta forma aumenta a segurança e ajuda a evitar a trepidação dos travões.
    A SOLUÇÃO: É melhor prevenir do que remediar. Sempre que instalar travões novos fale com o condutor acerca do acamamento. É recomendável evitar travagens fortes nos primeiros 200 km. Quando um mau acamamento tiver resultado em DTV, pode tentar um novo acamamento (com uma travagem equilibrada e moderada). Se isto não realinhar as superfícies, então as pastilhas e os discos terão de ser substituídos.
  • Tenha atenção à gripagem da pinça. Um pistão ou um pino de deslizamento da pinça gripados levam à aplicação de forças desiguais em cada lado do disco de travão e a um desgaste desigual ou DTV.
    A SOLUÇÃO: Este problema é habitualmente provocado por sujidade ou corrosão, portanto, faça a manutenção da pinça gripada para evitar a repetição do problema e substitua as pastilhas e os discos.
  • Procure corrosão ou sujidade na superfície do disco, o que pode indicar fraca qualidade das pastilhas e discos. Acumulações desiguais de material de fricção podem alterar a espessura e o paralelismo do disco.
    A SOLUÇÃO: Para resolver a trepidação dos travões, pode ser suficiente remover as acumulações com uma escova ou lixa. Em seguida, faça um teste de estrada aos travões e se isto não tiver realinhado as superfícies, a única solução é substituir as pastilhas e os discos.
  • Procure marcas das pastilhas nos discos, o que pode ter sido provocado pela pressão do pedal do travão quando as pastilhas estavam quentes. Isto irá ser frequentemente visível como o contorno da pastilha de travão na superfície do disco, onde o material fundiu.
    A SOLUÇÃO: Por norma, é suficiente remover apenas a marca da pastilha com uma escova ou lixa.

 

Os conteúdos deste artigo destinam-se apenas a propósitos informativos e de entretenimento e não devem ser utilizados como uma alternativa à obtenção de aconselhamento profissional por um técnico ou mecânico certificado. Encorajamos a consulta de um mecânico ou técnico certificado caso tenha perguntas ou dúvidas específicas relativamente a qualquer um dos tópicos aqui abrangidos. Em nenhuma circunstância seremos responsáveis por qualquer perda ou dano resultantes da sua confiança em quaisquer conteúdos.

Compartilhar

Problemas de Ruído dos Travões

Ver o nosso conselho

Problemas na eficácia da travagem

Ver o nosso conselho

Luzes de Aviso dos Travões

Ver o nosso conselho