Select Language

Instalação e remoção de pastilhas de travão

Notou um ruído estridente ou o seu automóvel desvia-se para um lado quando pressiona o pedal do travão? Ou os travões não estão a atuar devidamente? Então, há uma forte possibilidade de as pastilhas de travão terem de ser substituídas. (Veja o Identificador de Problemas Champion para ficar com uma ideia geral de potenciais problemas das pastilhas de travão)

Os travões funcionam através da pressão das pastilhas de travão contra o disco de travão, causando fricção e reduzindo a velocidade do automóvel ou parando-o. Ao longo do tempo, o material de fricção da pastilha de travão desgasta-se até sobrar apenas a placa de apoio. Para além do ruído estridente, a capacidade de travagem diminui, colocando potencialmente em perigo a sua vida, a dos seus passageiros e a dos outros utilizadores da estrada.

Regra geral, as pastilhas de travão duram 30 000 a 60 000 km, dependendo das condições da estrada, da qualidade da pastilha de travão e do disco e do seu estilo de condução.

Para começar

Antes de começar, é uma boa ideia preparar as ferramentas que irá precisar para este trabalho. Provavelmente incluirão:

Ferramentas:

  • Berbequim sem cabos
  • Conjunto de chaves/pontas
  • Chave de parafusos 4 em 1
  • Grampos em C
  • Tubagem de vinil
  • Grampos antitrepidação
  • Fixador de rosca azul ou vermelho
  • Jarro de vidro
  • Fio de mecânico
  • Antigripante com níquel
  • Discos de polimento
  • Macacos e cavaletes
  • Ferramenta para porcas de rodas
  • Alavanca

Materiais

  • Panos
  • Escova de arame
  • Produto de limpeza de travões em aerossol
  • Manual do proprietário

E, obviamente, não se esqueça das pastilhas de travão de substituição. Existe uma vasta gama de diferentes pastilhas de travão disponíveis no mercado. Em geral, a qualidade e a longevidade refletem-se no preço de compra.

Dicas e truques úteis

Torne o trabalho um pouco mais fácil com estas dicas e truques úteis:

  • Trabalhe num lado de cada vez 
    Os travões podem ser complexos, com molas e grampos que têm de voltar exatamente à mesma posição. Deixando um travão montado enquanto trabalha no respetivo par, tem uma referência à mão caso pretenda verificar algo.
  • Substitua as pastilhas de travão aos pares 
    Os especialistas recomendam que troque as pastilhas de travão aos pares, ou seja, ambas as pastilhas de travão dianteiras ou ambas as pastilhas de travão traseiras. Isto garantirá que a travagem é uniforme de ambos os lados do automóvel.
  • Pontas sextavadas ou em estrela? 
    Os parafusos das pinças, em alguns sistemas de travagem, têm uma cabeça sextavada ou em estrela. Antes de começar, vire as rodas dianteiras para um lado e, em seguida, analise os parafusos das pinças utilizando uma lanterna. Pode então verificar se necessita de comprar (ou pedir emprestado) pontas específicas para o trabalho.
  • Evitar fugas de fluido dos travões 
    Se o fluido dos travões tiver sido reabastecido quando as pastilhas de travão estavam desgastadas, existe a possibilidade de existir demasiado fluido no sistema para as novas pastilhas de travão mais grossas, o que pode provocar fugas. Pode drenar o fluido dos travões do reservatório, utilizando uma bomba de vácuo ou uma pipeta. Em alternativa, coloque alguns panos sob o cilindro principal para absorver pequenos derrames.

Desmontar o travão

  1. Remova as rodas 
    Numa superfície nivelada, desaperte as porcas das rodas sem as remover e eleve o automóvel. Coloque os cavaletes sob uma parte sólida da estrutura do automóvel. Consulte o manual do proprietário se tiver qualquer dúvida acerca do melhor local para colocar os cavaletes. Quando o automóvel estiver apoiado em segurança sobre os cavaletes, acabe de desapertar as porcas das rodas e remova a roda do automóvel. 
    Por razões de segurança, coloque blocos de madeira atrás das rodas traseiras e coloque as rodas removidas por trás dos cavaletes.
  2. Desaparafuse e remova a pinça 
    Desaperte os parafusos da pinça e o parafuso de purga da pinça. Volte a colocar levemente sobre a sede o parafuso de purga da pinça. Remova os parafusos da pinça e deslize a pinça para fora do disco de travão, para a colocar no suporte da pinça. Tenha cuidado para não exercer qualquer pressão sobre a linha do travão, visto que uma linha do travão danificada é mais complicada de reparar.
  3. Remova as pastilhas de travão usadas 
    Pode agora ver as pastilhas de travão usadas. Remova quaisquer grampos, molas antitrepidação ou chapinhas antichiadeira e, em seguida, remova as pastilhas de travão usadas com uma suave martelada.
  4. Limpe o travão 
    Evite a futura corrosão e possíveis problemas, incluindo ruído dos travões e travagens difíceis, limpando o sistema de travões. Limpe a zona deslizante da pinça com uma escova de arame e um produto de limpeza de travões em spray e cubra a zona com um leve revestimento de massa lubrificante para travões. Certifique-se de que a massa lubrificante para travões não toca no disco de travão nem nas pastilhas de travão novas, visto que isso reduzirá a eficácia dos travões.
    Limpe os parafusos da pinça com um produto de limpeza de travões em aerossol e verifique a existência de corrosão, substituindo-os se necessário. Em seguida, limpe toda a ferrugem e detritos do cubo da roda com um disco de polimento ligeiramente abrasivo. Por fim, utilize um produto de limpeza de travões em aerossol no disco de travão para eliminar qualquer ferrugem.

Substituir as pastilhas de travão

  1. Retraia os pistões
    Após as pastilhas de travão usadas serem removidas, os pistões ficam visíveis. Comprima-os para dentro da pinça. Se o travão tiver dois pistões, têm de ser comprimidos simultaneamente.
  2. Preste atenção a fugas de fluido dos travões
    Retrair os pistões pode provocar o retorno de fluido dos travões para o reservatório do cilindro principal. Verifique o reservatório após ter terminado a primeira roda. Se julgar que o reservatório irá ficar demasiado cheio, remova algum fluido.
  3. Insira as pastilhas de travão novas
    Instale as pastilhas de travão novas exatamente do mesmo modo que as usadas. Isto significa fazer corresponder quaisquer entalhes nas pastilhas de travão e utilizar as molas e grampos necessários. Se não tem a certeza do que é necessário, verifique a roda de referência.

 

Voltar a montar o travão

  1. Substitua o conjunto da pinça do travão 
    Quando as pastilhas de travão novas estiverem em posição, rode a pinça de volta à respetiva posição. Pode ser necessário forçar um pouco para que a pinça encaixe sobre as pastilhas de travão novas, mais grossas. Assim que estiver na devida posição, volte a inserir os parafusos e aperte-os. Se tiver um sensor de travões, volte a ligá-lo agora.
  2. Repita para a outra roda 
    Após ter terminado a primeira roda, deverá iniciar a roda do lado oposto. Esta foi utilizada como referência até ao momento, pelo que, antes, deve verificar se foi tudo realizado corretamente na primeira roda antes de desmontar a segunda.
  3. Volte a instalar a roda  
    Substitua a roda e aperte as porcas das rodas (aperto manual). Em seguida, baixe o veículo até que a roda toque no chão. Utilize uma chave dinamométrica para apertar as porcas da roda numa sequência em estrela. Consulte o manual do proprietário quanto às especificações de binário corretas para a respetiva marca e modelo.
  4. Teste os travões 
  5. Pressione o pedal do travão algumas vezes para restabelecer a pressão nos travões. Quando sentir pressão, circule para a frente lentamente e experimente cuidadosamente os travões. Teste os travões conduzindo para a frente e para trás lentamente e, em seguida, efetue um percurso. Faça o teste e evite travagens intensas nos primeiros 20-30 km. Se ouvir qualquer rangido ou raspagem, volte a verificar os travões para garantir que tudo está no devido sítio.

  6. Realize o acamamento dos travões
  7. Lembre-se de que os travões têm de acamar. Isto significa que não os deve pressionar com demasiada força durante os primeiros 200 km, aproximadamente.

Quer ver a instalação de uma pastilha de travão? Veja este útil vídeo da Champion.

 

 

Os conteúdos deste artigo destinam-se apenas a propósitos informativos e de entretenimento e não devem ser utilizados como uma alternativa à obtenção de aconselhamento profissional por um técnico ou mecânico certificado. Encorajamos a consulta de um mecânico ou técnico certificado caso tenha perguntas ou dúvidas específicas relativamente a qualquer um dos tópicos aqui abrangidos. Em nenhuma circunstância seremos responsáveis por qualquer perda ou dano resultantes da sua confiança em quaisquer conteúdos.

Compartilhar

O nosso mecânico especialista da Champion, John, mostra-lhe como trocar uma pastilha de travão num automóvel como um BMW 320 I (E36) de 1994.


Artigos relacionados

Instalação e remoção de discos de travão

Ler mais